O Slackline é um esporte que vem caindo no gosto dos brasileiros por ser perfeito para quem busca equilíbrio e consciência corporal. Os benefícios para quem pratica Slackline são muitos, vão desde concentração e equilíbrio até flexibilidade, coordenação motora e delineamento dos músculos. Além disso, o Slack (como é chamado pelos praticantes) é um esporte democrático e sem limites de idade, pois pode ser praticado por qualquer pessoa.

O melhor de tudo é que ele é um esporte criativo, pois pode ser feito em lugares variados, como parques, academias, clubes, praças, escolas, praias, piscinas e até montanhas! Por isso nós preparamos uma lista com alguns dos lugares mais interessantes para a prática do Slackline em São Paulo. Confira:

Parques

Para quem é amante da natureza e busca um local tranquilo em meio a selva de pedra, os parques são ótimas opções para quem mora em São Paulo e deseja ar puro para praticar o esporte.

  • Parque do Ibirapuera – O parque mais tradicional da cidade conta com uma área de 1,584 km² e várias árvores para a prática do esporte. Quem procura sossego deve evitar ir aos finais de semana, pois o público aumenta significamente, chegando a 120 mil pessoas. O Parque do Ibirapuera desde 2012, conta com um local reservado para a prática, denominado Slack Park. As demais áreas são proibidas, buscando assim preservar e poupar árvores mais frágeis.
  • Parque Villa Lobos – Localizado no bairro de Alto dos Pinheiros, na zona oeste de São Paulo, o Parque Villa-Lobos é uma das boas opções de lazer ao ar livre da capital. Menor e mais tranquilo do que o Parque do Ibirapuera, o Villa Lobos abrange uma área de 732 mil metros quadrados. Alguns grupos costumam se reunir e ensinar o esporte, sem cobrar nada por isso. Os praticantes costumam chegar pela parte da manhã.
  • Parque Horto Florestal – Localizado na região norte de São Paulo, ocupa uma área de 714 hectares. Entre os dois parques citados acima, o Horto Florestal é o parque mais “zen” de todos. Há encontros de grupos de Slack aos domingos a partir das 9 horas.

Praças

Em meio a uma rotina agitada, nem sempre é possível se deslocar até um parque, por isso as praças próximas de casa podem ser uma opção mais prática e eficaz para quem não quer perder tempo. Na capital existem mais de 5 mil praças e algumas oferecem condições ideais para o Slackline.

  • Praça Horácio Sabino – Fica localizada no bairro da Vila Madalena e, apesar de ser uma praça pequena é bem arborizada e esporadicamente frequentada por praticantes do Slack. A palavra de ordem é sossego. Esta praça é um local ideal para quem gosta de praticar o esporte sem muitos espectadores.
  • Praça Por do Sol – A praça que carrega esse nome também leva a fama de ter o por do sol mais bonito da capital. Ela fica localizada no Alto de Pinheiros, zona oeste e também atrai amantes do Slack. A praça é bem movimentada e frequentada por um público jovem. A dica é que você pratique o esporte no finalzinho de tarde e aproveite para apreciar a paisagem do local.

Qual é o seu local preferido para praticar Slackline? Compartilhe com a gente nos comentários!

9 thoughts on “Slackline em São Paulo: os melhores locais para se praticar

  1. hamilton ramos says:

    Eu sempre monto na parque do Carmo ou na praça perto de casa aqui no Itaim paulista. As prefeituras .ligo terão que investir neste esporte

    • Antonio Moreira says:

      É cada vez maior o número de praticantes de slackline. As eleições municipais são ano que vem, vamos cobrar!

    • Natalia Ferreira says:

      Bom Dia!

      Hamilton …
      Quero muito começar a praticar, mas não conheço ninguém.
      Voce pratica sozinho ou tem um grupo?

      • Mendes says:

        A galera do slack é muito unida. Você compra a fita e monta num parque, sempre aparece gente e dicas. O ideal é começar com um amigo, ajuda na persistência do começo.

  2. Debora says:

    Comecei a ir com uns amigos, mas todos desistiram kkk. Tô procurando um grupo que pratique aqui na ZL. Alguém por ai? 😀

  3. Hosaias says:

    Muito bacana. To começando agora também, mas o inicio e um pouco dificil sozinho. estou no ibira às quartas sabados e domingos

  4. Lucas Gonçalves says:

    Eu sempre quis aprender mais não sei como começar , no Meu pensamento não adianta Eu Compra a fita e não saber nada sobre a modalidade tem algum grupo ou algo parecido ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

If you agree to these terms, please click here.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: